quinta-feira, 7 de dezembro de 2017





 











Orfeu

Incandescente chama

Ofuscante Orfeu,

Que trágicos instantes

Sonhos cedeu.



Surpreende-nos a lira

Resgata na fúria da dor

O instante fatal.



A noite, encanta Eurídice

Sua alma restaura.

Furiosas bacantes não vão perdoar


Dora Dimolitsas

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017




Viajar vales, sentir cheiros, 

 











Cavalgar, beber na fonte.

Adentrar labirintos holográficos

Conhecer o espelho de Afrodite



Unir forças ao escudo e lança de Ares,

No
s papiros, os artefatos celebres,

Camicazes hábeis,

De Cossacos e Troianos, 



Na fúria das Amazonas, 

Perdem escudos, 

Viram vândalos gladiadores
.


A força da fêmea ávida, 

Vencida na relva.


Dora Dimolitsa
s

quarta-feira, 29 de novembro de 2017







 Mulher.





Ao Pintar a tela
Desenho teu rosto
Pinto teu corpo,

Delineando as curvas
Em cada canto.
Mulher violão, ou não
És fogão e pão.

Sonha teu sonho,
Viaja teu mundo 
Bebe na tarça,
És salão,e tradição,

Abre tua janela,
Deixa teus sonhos viajar
Vai ao  mundo conquistar,
Tens o direito de sonhar.

Ès flor, e dor
És musa escultural
Pedra Filosofal,
Mulher tu  és imortal

Dora Dimolitsas

quarta-feira, 22 de novembro de 2017




Ofereço este poemas aos meus amigos musicos. Para todos vocês.


Olho minh'alma
No manto da noite
Como um peixe soluvel,
No xicotear da madrugada.


Mergulho fundo
Vou buscar a chama
Que arde incontida
E explode com o sereno da manhã

.
Dora Dimolitsas

segunda-feira, 20 de novembro de 2017
















No peito da raça,
justiça se faça.
Batucando e dançando

Com bossa e com graça.
Mesmo com a mordaça;
Que gente de raça,
A capoeira disfarça,

no terreiro que graça.
Nem rude, nem boçal,
Nem ignorantes,
  Emuito menos banais.

É assim que se faz,
E se constrói a paz
Dora Dimolitsas

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Meus amados amigos, mais um evento que faremos para encerrar o ano de 2017 com chave ouro, venha confraternizar com a Poemas á Flor da Pele,e todos os talentos presente.Espero vocês lá dia 16 de dezembro de 2017 as 16 horas.Sabado entrada Gratuita. Palco aberto. Lembrete teremos bolo.





Crânios gritam em busca
De seus corpos, levados
Pelo Rio Ganges
Lua, e sol em eclipse, 
 

Dançam na brisa da noite
Escondem as máscaras
Na perspectiva de
Não enxergar 
 

Os caminhos tortuosos
Terra, Vento, Fogo,Água.
Afinal quem sou ?
Querendo fundir-me a natureza


Enfeito-me de cores,
Remo no mar da vida
Vivo a procurara-me.


Dora Dimolitsas






quarta-feira, 15 de novembro de 2017





Os Rituais sagrados 
Forçam o meu ego
A estabelecer elos entre pólos. 

Esculpindo pedras 

Presas em rochas
Encravadas no tempo.


Sou catedral,fogo na purificação,

fumaça levando cada particula,
Espalhando os misterios no ar.


Dora Dimolitsas

terça-feira, 7 de novembro de 2017




















Através de glifos e códices,
os povos foram evoluindo
no trato com a vida,
com a morte, e a cultura,
Fazendo imagens, pintura,
e a contas dos dias, foram
estabelecendo pontes,
mostrando toda capacidade criadora.
Alimentando, e criando assim,
a história na memória de um povo,
deixando legados para todas as gerações,
dando a história, vida real.

Dora Doroty B J Dimolitsas

sexta-feira, 3 de novembro de 2017


 
Essa foto de Amazonas (Estado) é cortesia do TripAdvisor

O tesouro

A Amazônia
Nosso tesouro cobiçado
Em completa devastação
Pede socorro à nação.

A fauna e a flora,rios,
Caminhos que abastecem a nação.
Um rio-mar, levando e trazendo o pão.
Com sua navegação.

Sementes germinando frutos,
Amazônia, Amazônia
Onde a lenda pousar,
E o uirapuru cantar.

Brasil seja do povo o novo olhar,
Implanta em cada coração
O verde da Nação.
As queimadas precisam acabar.

Dora Dimolitsas


O debate sobre a origem do rio Amazonas continua tão vasto quanto o próprio rio, o maior do mundo, com 7 mil quilômetros (km) de extensão e 20 km de largura na altura de Manaus. Depois de uma equipe do Rio de Janeiro ter concluído, com base em fósseis de peixes, que há 2,5 milhões de anos um esboço do rio Amazonas corria para oeste e desaguava em uma área hoje árida do Caribe 


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Hoje é dia do Poeta  homenageando os  poetas deixo este  poema  de carinho  a todos. 
                                                               Parabéns Poeta



A linguagem Poética

Traz o envolvimento

Perceptivo, e criativo,
Capaz de abraçar

Nossa alma por inteiro.




Ilustra e da cor a nossa imaginação,
O poeta em sua capacidade

De ver e comunicar constrói

Todo um universo




Faz viagens, permitindo

Que sua criação tenha

Vida e alma, Transitam

Entre um elo e outro.




E assim o Poeta se comunica,

Mostrando seu compromisso

Social de levar beleza e cores
A todo espaço que pareça vazio…



Dora Dimolitsas


sexta-feira, 13 de outubro de 2017



Imagem relacionada




















A eternidade ao se impor
 
Senti a beleza e o amor

Desde o nascer, até o pôr do sol,



Inflamo ao som das ondas do mar.

Incansável fico a te namorar

Na melodia da noite a cantar.



Como um sopro agitado de Deus.

Ardente vida inflamo amor.

Em teu peito quero sempre morar.


Dora Dimolitsas

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Hoje pensando na criança que existe em mim, lembrei de 

 momentos especiais

um deles foi, que eu adorava correr, tinha um professor de 

esporte que além de jogarmos bolas, também treinava-nos 

corrida, eu sempre ganhava.

Era muito bom a sensação de chegar sempre na frente das

outras escolas, até o dia que sai do colégio, achei que minha

 criança dormiu ali. E aos 15 anos eu só sonhava em crescer

 e ter independência para cuidar de mim mesma.

Hoje aos 71 anos ,sinto minha criança viva, e sorridente 

dentro de minha alma, por ter construído cada sonho, cada 

ideia idealizada, cada pontinho. Embora resta muitas 

criações a realizar , todas elas são somente complementos,

 Agradeço a Deus. Hoje dia de nossa Senhora Aparecida

 sinto que felicidade, é exatamente cada pontinho vivido

, cada etapa concluída, cada abraço amigo, cada carinho de 

nossos, filhos, marido, e irmãos, e amigos. Uma boa tarde a 

todos, e viva a criança em cada um de vocês amigos 

queridos.

Dora Dimolitsas

quarta-feira, 11 de outubro de 2017


Usar a melodia,

Cadências sucessivas 
 
Do ritmo sinusal.


As profundas vertentes

Intensivas dos sons.

Restauram energias 
 

Simultâneo equilíbrio.

A voz com dinâmica,

Prevendo a vibração.


Dora Dimolitsas

sábado, 7 de outubro de 2017

Sou filha deste solo,

E das margens plácidas

Polo, sol e belezas, 


Que um dia foi herói

Bradando ao mundo

Glórias que a hora corroí,


Sem saber o que fazer

Frente a resiliência,

Cansado de embuste
 

Os olhos embaçados

Perplexo e cansado

Hora de recomeçar


Dora Dimolitsas

sexta-feira, 6 de outubro de 2017












Senti folhas caídas
Esvoaçando no chão
Como uma explosão

Despojadas e soltas.
Abra sua janela
Esquece a revoada

Sente a beleza no ar.
Chegou a primavera
A estação mais bela

Dora Dimolitsas




quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Stereotrilhos - Último romance (Los Hermanos) (Ao vivo no Espaço Som, ...













Homenagem ao meu filho Filipe Dimolitsas





No coração deste jovem
Bate também o meu
Vem, traz o teu talento,




Grita ao mundo teu valor,
Cantar, e amar curador
A batalha espalha,




Para quando chegar lá
Atravessar céu, e mar.
Superar para cantar.




Dora Dimolitsas

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

 

















Caminho à flor da pele
Sozinho Entrelaço
O meu destino

Tatuando na alma
Dividindo espinhos
Renascendo flor.


Palavras repelem dores
Marcadas, e em chamas
Queimandopeito

Sem destino viajo
Em brejos, ou estradas
Com a lua em cor.

Dora Dimolitsas



quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Convido a todos amigos  para nosso evento Gratuito dia 22  próximo seja nosso convidado.